Por @latino.romano

  Nam honos bellatorem, pro veteris prudentia et consilio, pro libertate et pace in vineis vineam meam, et profectum in cordibus vestris.

Sentir y expresar son dos cosas diferentes. Es cierto que están relacionadas, pero no son lo mismo ni significan lo mismo.

Sin embargo, cuando ambas convergen en una unión consensuada, suelen lograr transmitir sentimientos de una forma que resulta cautivante. No en balde muchos han admirado su esencia y procurado sus dones buscando sentir la admiración de muchos, y en algunos casos, deseando agradar a otros.

Pero ¿de que estoy hablando? Siendo sinceros, si no entendiste mi introducción es mejor que retrocedas y vuelvas a leerla. Solo así entenderás lo que quiero decir.

¡Me refiero al arte de crear con el pensamiento! Puedes crear frases, poemas, canciones, historias. Pero no todo escrito es artístico, así como no toda prenda es en realidad una joya valiosa.

De allí que expresar lo que realmente se siente es un don propio de poetas, de aquellos que tocan el pensamiento y las emociones de forma especial, de los que cuentan historias simples con un toque de belleza único.

Estoy divagando con las voces de mi mente, llenando espacio para completar este texto, tratando de enviar un mensaje que resulte torpe para la mayoría pero muy claro para los pocos entendidos en la materia.

El texto que está en la parte superior es de un poema y está escrito en latín, mira la traducción y dime si entiendes su significado y quien es el autor.

Por el honor de los guerreros, por la sabiduría de los viejos consejeros, por la paz de los viñedos y el progreso de la libertad en los corazones.

Descargo de responsabilidad: Las opiniones que se traslucen en este texto obedecen a la óptica personal del autor quien, como toda persona, tiene derecho a expresarlas respetuosamente.
Gheyzer J. Villegas (@latino.romano) es un escritor hispano de relatos y poemas, miembro del mundialmente reconocido grupo The Alliance para quien escribe estos textos inéditos…

English version

 

By @latino.romano

  Nam honos bellatorem, pro veteris prudentia et consilio, pro libertate et pace in vineis vineam meam, et profectum in cordibus vestris.

Feeling and expressing are two different things. It is true that they are related, but they are not the same nor do they mean the same thing.

However, when both converge in a consensual union, they usually manage to convey feelings in a way that is captivating. Not in vain have many admired their essence and sought their gifts by seeking to feel the admiration of many, and in some cases, wishing to please others.

But what am I talking about? To be honest, if you didn’t understand my introduction, you’d better go back and read it again. Only then will you understand what I mean.

I mean the art of creating with thought! You can create phrases, poems, songs, stories. But not everything written is artistic, just as not every piece of clothing is really a valuable jewel.

That’s why expressing what you really feel is a gift that belongs to poets, to those who touch thoughts and emotions in a special way, to those who tell simple stories with a unique touch of beauty.

I am wandering with the voices of my mind, filling space to complete this text, trying to send a message that is clumsy for most but very clear for the few who understand the subject.

The text at the top is from a poem and is written in Latin. Look at the translation and tell me if you understand its meaning and who the author is.

For the honor of warriors, for the wisdom of old counselors, for the peace of the vineyards and the progress of freedom in the hearts.

 

Disclaimer: The views expressed in this text are those of the author, who, like everyone else, is entitled to express them respectfully.

Versão em português

 

Por @latino.romano

  Nam honos bellatorem, pro veteris prudentia et consilio, pro libertate et pace in vineis vineam meam, et profectum in cordibus vestris.

Sentir e expressar são duas coisas diferentes. É verdade que estão relacionados, mas não são a mesma coisa nem significam a mesma coisa.

Contudo, quando ambos convergem numa união consensual, conseguem muitas vezes transmitir sentimentos de uma forma cativante. Não é sem razão que muitos admiraram a sua essência e procuraram os seus dons, procurando sentir a admiração de muitos, e em alguns casos, desejando agradar a outros.

Mas de que estou eu a falar? Para ser honesto, se não entendeu a minha introdução, é melhor voltar atrás e lê-la novamente. Só então é que compreenderá o que quero dizer.

Refiro-me à arte de criar com pensamento! Pode criar frases, poemas, canções, histórias. Mas nem tudo o que é escrito é artístico, tal como nem todas as peças de vestuário são realmente uma jóia valiosa.

É por isso que expressar o que realmente se sente é um dom que pertence aos poetas, àqueles que tocam os pensamentos e emoções de uma forma especial, àqueles que contam histórias simples com um toque único de beleza.

Estou a vaguear com as vozes da minha mente, preenchendo espaço para completar este texto, tentando enviar uma mensagem que é desajeitada para a maioria mas muito clara para os poucos que compreendem o assunto.

O texto no topo é de um poema e é escrito em latim, olhe para a tradução e diga-me se compreende o seu significado e quem é o autor.

Pela honra dos guerreiros, pela sabedoria dos antigos conselheiros, pela paz das vinhas e pelo progresso da liberdade nos corações.

 

Aviso: Os pontos de vista expressos neste texto são os do autor, que, como todos os outros, tem o direito de expressá-los respeitosamente.

 

¿Quieres conocer un sitio genial en Instagram? Me encantaría que pudieras seguirlo y mirar las curiosas fotos que hay allí…

 

 

 

Categories:

Comments are closed

“We may not all be on the same page, but we can all read from the same book.” – @thehive
The Alliance on Twitter!
Sorry, that page does not exist.
Archives